O que é uma perspectiva narrativa?

perspectiva narrativa refere-se a um conjunto de características que determinam a forma como uma história é contada e o que é contada. Inclui a pessoa que está contando a história, ou o narrador, bem como o personagem de cujo ponto de vista a história é contada, ou O focalizador. Esses fatores, combinados com a perspectiva limitada ou onisciente de um narrador, sua confiabilidade e envolvimento emocional, formam a perspectiva narrativa.ter um narrador e focalizador externos significa que nem a pessoa que descreve a história nem o personagem cujo ponto de vista estamos lendo ou ouvindo fazem parte da própria história. Eles são observadores que não podem afetar a história de forma alguma, como historiadores descrevendo um evento passado. Nesta perspectiva narrativa, o narrador é emocionalmente distante, confiável (já que ele já conhece as emoções dos personagens ou os eventos da história), e onisciente (estar ciente de fatos além do conhecimento dos personagens). Esta perspectiva narrativa usa sempre a terceira pessoa.

narrador externo e focalizador interno

nesta perspectiva narrativa, o narrador é externo, mas O focalizador é parte da história. O narrador se refere ao focalizador em terceira pessoa (“John viu o homem na camisa azul”), mas descreve apenas experiências e ações do personagem. É como as lembranças pessoais do personagem na terceira pessoa. O narrador continua a ser emocionalmente distante e confiável, mas sua perspectiva tornou-se limitada ao que o personagem (John, nesta ocasião) está ciente.quando tanto o narrador quanto O focalizador são internos, então a história se torna uma lembrança pessoal de eventos e emoções. A primeira pessoa é comumente usada nesta perspectiva narrativa, dando ao público a história através dos olhos do protagonista. O narrador neste caso (que também é o herói) está emocionalmente envolvido na história, não confiável, (como ele não pode saber todos os fatos que um narrador externo pode), e com uma perspectiva limitada.

segunda pessoa

um raro ponto de vista que os narradores utilizam é a segunda pessoa. É uma variação da perspectiva interna do narrador e focalizador, só que desta vez o narrador ou focalizador não usa a primeira pessoa, mas a segunda pessoa, como se estivesse falando consigo mesmo. Por exemplo, um narrador pode dizer: “você acordou e se sentiu tonto. Bebeu um pouco de água e leu o jornal, antes de perceber que está na casa de um estranho.”O narrador permanece emocionalmente envolvido, enquanto sua perspectiva ainda está limitada à consciência do personagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.