Abilify laws

Abilify lawsuits claim manufacturers did not warn patients of serious side effects. Alguns dizem que a droga antipsicótica causou jogo compulsivo e alimentação. Os usuários também relataram problemas com compras compulsivas e sexo. Mais de 2.800 processos de Abilify foram arquivados. Alguns casos foram resolvidos por um total de 534 milhões de dólares.porque é que as pessoas estão a intentar acções judiciais Abilify?Abilify, Abilify Maintena e Aristada são usados para tratar várias doenças, incluindo esquizofrenia, transtorno bipolar, depressão e transtorno de Tourette. Apesar das preocupações com os riscos de AVC em doentes idosos e do enfraquecimento do controlo dos impulsos em adultos, Bristol-Myers Squibb (BMS) continua a comercializar o Abilify como um tratamento seguro e eficaz para distúrbios psicológicos.anteriormente, funcionários de saúde europeus e canadenses aumentavam a regulação do Abilify, exigindo mudanças na rotulagem e materiais de marketing da droga. Estas alterações asseguraram que os médicos e os doentes fossem informados dos possíveis riscos de Utilização do medicamento antipsicótico atípico. Nos EUA, no entanto, Abilify não carregou esses avisos até vários anos mais tarde, levando alguns pacientes a alegar que a empresa deliberadamente enganou os consumidores.

FDA Abilify Warning

In May 2016, the U. S. Food and Drug Administration (FDA) issued a box warning about Abilify’s risks for compulsive behavior. De acordo com a comunicação de segurança da FDA, este rótulo de aviso foi adicionado em resposta a aproximadamente 200 casos relatados de jogo compulsivo, alimentação, compras ou comportamentos sexuais por pacientes que tomaram Abilify. Um aviso de caixa preta é o aviso mais grave que a FDA pode emitir um medicamento. A agência também solicitou à BMS que acrescentasse informações adicionais aos guias de medicamentos do Abilify, para abordar mais explicitamente os riscos de compulsão.Abilify também tem sido utilizado para utilizações não rotuladas há anos. Muitos médicos prescreveram Abilify a doentes idosos com psicose induzida por demência, ou a crianças com autismo, para ajudar na agressão e alterações de humor. Embora não seja ilegal para um médico prescrever um medicamento para uso fora do rótulo, é ilegal para o fabricante comercializar o medicamento para uso fora do rótulo. Nenhuma das utilizações fora do rótulo do Abilify foi estudada para eficácia ou segurança, e o medicamento não é aprovado pela FDA para estas utilizações.

comportamento compulsivo associado ao Abilify

a alegação mais comum em processos judiciais é que o uso do medicamento antipsicótico Aripiprazol levou a comportamento compulsivo – ou seja, impulsos incontroláveis, perda de controlo de impulsos ou padrões viciantes. Pacientes têm relatado obsessões que levam a perdas financeiras significativas, hipersexualidade incomum, que em alguns casos se tornou dependência sexual, ou atividades semelhantes, tais como comer compulsivamente ou compras compulsivas. Destes, a compulsão mais frequentemente relatada foi o jogo.dezenas de relatórios de casos suportam a ligação entre o uso de Abilify e o comportamento compulsivo, especialmente o jogo patológico. Além disso, o Abilify actua como agonista da dopamina, o que significa que estimula uma parte do cérebro responsável por recompensar os sentimentos. Tais sentimentos incluem aqueles experimentados após ganhar uma aposta, se envolver em atividade sexual, ou comer uma refeição deliciosa. Os investigadores acreditam que a modificação do Abilify das vias dopamínicos pode explicar as fortes compulsões observadas em alguns doentes.apesar de a Ciência ser inconclusiva, esta ligação levou os funcionários da Agência Europeia de medicamentos (EMA) e da Health Canada a ordenarem à Bristol-Myers Squibb que alterasse os rótulos do Abilify para reflectir o risco de comportamento compulsivo e vício no jogo. Em 2016, A FDA seguiu o exemplo, exigindo um aviso de caixa preta nas etiquetas Abilify.Abilify e Riscos de acidente vascular cerebral tal como vários outros medicamentos antipsicóticos, Abilify tem sido associado a um risco aumentado de acidente vascular cerebral, que pode ser mortal. Apesar destas descobertas, Abilify é muitas vezes prescrito como um tratamento para psicose induzida por demência em pacientes idosos, mesmo que o medicamento não é aprovado para tratar esta doença mental. Em 2016, A FDA emitiu um aviso sobre o aumento do risco de morte em pacientes idosos que tomam Abilify.muitas alegações legais têm alegado que a BMS comercializou conscientemente o medicamento para uso fora do rótulo para tratar o comportamento psicótico em doentes idosos com demência sem revelar o aumento do risco de morte.

hiperglicemia, Diabetes tipo 2 e Abilify

tal como com outros medicamentos para perturbações mentais, Abilify tem sido associado a um aumento substancial de peso, embora numa percentagem menor de doentes do que muitos outros medicamentos semelhantes. Adicionalmente, Abilify pode por vezes causar um aumento do açúcar no sangue, conhecido como hiperglicemia.tanto a hiperglicemia como o aumento rápido de peso são factores de risco para a diabetes tipo 2. Alguns pacientes que tomaram Abilify e mais tarde desenvolveram diabetes tipo 2 apresentaram processos judiciais alegando que Bristol-Myers Squibb não os avisou adequadamente deste risco.

Abilify Litígio

$535 Milhões de euros

na indenização paga pela Bristol-Myers Squibb para Abilify assentamentos

além de dezenas de individuais de ações ajuizadas contra o BMS para Abilify efeitos colaterais, o Painel Judicial sobre o Litígio multi-distrital (JPML) tem centralizado centenas de casos no grupo multidistrital de litígio (MDL), designado MDL 2734, em re: Abilify Produtos de Responsabilidade do Litígio. Estes casos estão sendo tratados pelo Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Norte da Flórida para aumentar a eficiência do processo.de acordo com as queixas, os indivíduos estão apresentando ações judiciais para buscar danos relacionados a perdas patológicas de jogo, despesas médicas e Perdas de renda que alegam terem sido causadas pelo medicamento defeituoso. Muitas queixas legais também procuram danos punitivos que detêm Otsuka Pharmaceutical Co. e a BMS é responsável pelas suas práticas enganosas de marketing.

os três primeiros ensaios bellwether começaram em 2018 e foram liquidados por quantias não reveladas. Em maio de 2018, O Juiz M. Casey Rodgers promulgou uma ordem de liquidação global exigindo que a BMS criasse um quadro de liquidação global que abordasse os processos pendentes contra o Aripiprazol na MDL 2734. Embora as partes não tenham cumprido o prazo de liquidação inicial, um novo arquivo indica que um acordo global foi alcançado a partir de 15 de fevereiro de 2019.

de acordo com um arquivo de junho de 2020, a administração de liquidação está atualmente em curso no MDL 2734.

Abilify Settlements and Verdicts

2016 Abilify Settlement: $ 19.5 milhões de

em 2016, Bristol-Myers Squibb e uma coalizão de 42 estados concordaram em resolver alegações de que a empresa tinha promovido ilegalmente o Abilify para utilizações fora do rótulo, incluindo o uso por crianças e idosos com demência. A alegação também levantou questões sobre se a BMS induziu os doentes em erro sobre o risco de aumento de peso ao tomar Abilify.apesar do pagamento do processo, a BMS continua a negar qualquer erro em seus esforços de marketing. No entanto, o fabricante de drogas concordou com alguns termos no Acordo, incluindo a proibição de promover o Abilify para o uso off-label, fazendo falsas alegações sobre a droga, e obscurecendo informações sobre efeitos colaterais. Eles também estão proibidos de pagar prestadores de cuidados de saúde para participar de eventos promocionais para Abilify, entre outras restrições.

2007 Abilify Settlement: $515 milhões

In September 2007, Bristol-Myers Squibb paid more than $515 milhões to settle a federal investigation into its marketing techniques for Abilify. americano. o governo alegou que entre 2000 e 2003 a companhia farmacêutica fez pagamentos ilegais aos médicos por prescrever Abilify e forneceu benefícios ilegais semelhantes às farmácias que preencheram as prescrições.além disso, o governo acusou a BMS de comercializar a sua droga para fins não rotulados e para grupos etários não aprovados. As alegações também alegavam que o fabricante de drogas tinha propositadamente e irresponsavelmente inflacionado o preço da droga.

O acordo deixou BMS escapar de um julgamento completo, mas também veio com cordas anexadas. Parte do acordo exigia que a corporação reportasse preços precisos de drogas ao escritório do inspetor geral do Departamento de Saúde e Serviços Humanos.

Perguntas Mais Frequentes sobre ações judiciais de Abilify

quem é elegível para apresentar uma ação judicial por efeitos colaterais de Abilify?se você ou um ente querido tiveram comportamento compulsivo, açúcar no sangue elevado, Diabetes do tipo 2, ou um acidente vascular cerebral após tomar Abilify, pode ser elegível para compensação relacionada com a dor, sofrimento, salários perdidos ou outras circunstâncias associadas com Abilify.que Compensação está disponível para um processo de efeitos secundários do Abilify?pode ser elegível para os danos associados ao tratamento médico, viagens de e para consultas de saúde, salários perdidos, dor, sofrimento ou cuidados médicos futuros. Você também pode receber danos punitivos projetados para punir BMS por seu papel em contribuir para efeitos colaterais prejudiciais.quanto custa abrir um processo contra o Abilify?os processos de prescrição de medicamentos, como os apresentados para Abilify, são tipicamente feitos de contingência. Isso significa que você só será obrigado a pagar taxas legais depois de receber uma compensação pelo seu caso. Se o seu caso não for bem sucedido, não será obrigado a pagar nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.